BrC busca parcerias para aprimorar a Assistência Técnica e Extensão Rural na região

BrC busca parcerias para aprimorar a Assistência Técnica e Extensão Rural na região

Secretaria Executiva se reúne com Asbraer e Embrapa para discutir alternativas que ajudem a melhorar a assistência técnica e extensão rural oferecida a pequenos e médios produtores por órgãos públicos

Em uma região em que o setor agropecuário tem um forte papel para economia brasileira e que em 2018 exportou o equivalente a 22,5 bilhões de dólares, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, os pequenos e médios produtores são fundamentais para ampliar ainda mais competitividade e o desenvolvimento econômico local. Com esse objetivo, o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central estrutura o projeto “Criação do modelo integrado de assistência técnica e extensão rural”.

O projeto pretende, por meio da harmonização de metodologia, da gestão integrada e de parcerias, estabelecer modelo de gestão e operação integrados de assistência técnica e extensão rural para a região do Brasil Central que incentive o empreendedorismo, contribua para o aumento da produção e renda, a melhoria da qualidade de vida dos produtores atendidos e o desenvolvimento rural sustentável.

Uma das etapas fundamentais do projeto é a capacitação de gestores, instrutores multiplicadores, supervisores, técnicos de campo e produtores da região. Por isso, a secretaria executiva do Consórcio se reuniu nesta quinta-feira (4) pela manhã com representantes da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) na sede do Consórcio, em Brasília.

Participaram do encontro a diretora executiva da Asbraer, Mariana Matias, e, pela Embrapa, o Coordenador de Transferência de Tecnologia, Otavio Balsadi, o Coordenador de Estruturação de Parcerias, Fernando Pereira, e a analista da Secretaria de Inovação e Negócios Ynaiá Bueno. A reunião foi conduzida pelo assessor do BrC Rodrigo Weber e teve como objetivo a prospecção de parceria entre as três entidades para o desenvolvimento do projeto.

Problemas e soluções 

Segundo a diretora executiva da Asbraer, Mariana Matias, um dos grandes problemas que as entidades estaduais de assistência enfrentam é a realização de capacitações para aprimoramento dos técnicos e estabelecer um ritmo contínuo de visitas técnicas aos produtores rurais. Em reuniões anteriores, os técnicos da Embrapa e do BrC tinham apontado como um caminho as plataformas de educação a distância.

Durante a reunião, os participantes identificaram várias oportunidades de aprimoramento para a assistência técnica e extensão rural. Fernando Pereira, Coordenador de Estruturação de Parcerias da Embrapa, afirmou que a entidade quer auxiliar na atualização tecnológica para os técnicos de Ater, porém é necessário fazer um levantamento com as entidades estaduais de assistência e com o governo federal de soluções que já estão sendo desenvolvidas nesta área. A analista Ynaiá Bueno concordou com o colega. Eles acreditam que a sinergia de informações trará otimização ao projeto.

Próximo passos 

Para avançar nas discussões, os participantes definiram que serão levantadas informações que ajudem a subsidiar a definição de escopo do projeto e a identificação de novas parcerias. Além disso as três entidades se reunirão novamente para debater mais sobre o projeto. A previsão é que o próximo encontro ocorra no dia 17 de abril na sede da ASBRAER.

O Consórcio Brasil Central

Formado pelo Distrito Federal e pelos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Tocantins e Rondônia, o BrC tem por objetivo promover o desenvolvimento econômico e social da região por meio e ações e projetos que atuem em áreas estratégicas para as Unidades Federativas.