Consórcio Brasil Central decide na próxima quinta-feira sobre as condicionantes para importação e compra da vacina Sputnik V

Consórcio Brasil Central decide na próxima quinta-feira sobre as condicionantes para importação e compra da vacina Sputnik V

Durante reunião extraordinária do Conselho de Administração do Consórcio Brasil Central, realizada na manhã de hoje (08/06), atendendo pedidos dos conselheiros, foi adiada para a próxima quinta-feira (10/03) a decisão sobre a compra de doses da vacina Sputnik V diretamente do Fundo Soberano Russo pelas unidades da federação consorciadas.

A medida foi adotada para que os Governos e os Secretários de Saúde das 7 unidades da federação consorciadas, possam analisar todos os critérios e obrigações estabelecidos pela Anvisa na reunião da Diretoria Colegiada na última sexta-feira.

O Consórcio já protocolou junto à Anvisa novo pedido para que tenha direito à importação, distribuição e uso do imunizante, que ainda está em analise na agência reguladora.

Além do DF, o Consórcio reúne também os estados de Goiás, Mato grosso do Sul, Mato grosso, Tocantins, Maranhão e Rondônia e, considerando apenas 1% das respectivas populações, seriam importadas apenas cerca de 260 mil doses, seguindo critérios estabelecidos pela Anvisa.