Em Mato Grosso, Paco Britto reforça parceria do Banco de Brasília com as unidades da federação consorciadas

Em Mato Grosso, Paco Britto reforça parceria do Banco de Brasília com as unidades da federação consorciadas

Prosseguindo com a agenda de visitas as Unidades da Federação consorciadas, o secretário executivo do Consórcio Brasil Central e vice-governador do Distrito federal, Paco Britto, foi recebido hoje (23/06) em audiência pelo governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, em Cuiabá. Na ocasião, trataram da parceria com a Autarquia via linhas de crédito do Banco de Brasília.

“Nós estamos integrando o Consorcio, trazendo o Banco de Brasília, um banco robusto, que está trabalhando com grandes, médios e pequenos empresários, principalmente do agronegócio,” comentou Paco.

Ao assumir a presidência do Consórcio, em março deste ano, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, já havia anunciado a vocação do Banco de Brasília em se tornar a instituição de fomento para todas as unidades da federação consorciadas, além do Distrito Federal – Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Maranhão e Rondônia.

O governador Mauro Mendes destacou a parceria que está sendo construída com o Banco de Brasília que vai trazer excelentes resultados para o empreendedor e também para o setor de infraestrutura. “A estratégia do Banco em ampliar suas operações na região centro-oeste nos abre muitas oportunidades,” pontuou.

Na opinião de Paco Britto, Mato Grosso oferece hoje um excelente ambiente de negócios.

“O governador Mauro Mendes herdou um Governo com atraso de pagamentos em várias áreas, de salários, de fornecedores e hoje todos os Bancos, não só o BRB, querem trabalhar juntos. Ele conseguiu sanear o Estado,” atesta o secretário executivo do Consórcio.

Linha de Crédito

O Acordo de Cooperação entre o Consórcio Brasil Central e o Banco de Brasília já tem destinada a liberação de linha de crédito no valor de R$ 1 bilhão com juros reduzidos para atendimento aos Governos das 7 unidades da federação consorciadas em áreas estratégicas, como o agronegócio, indústria, comércio e projetos estruturantes.

No âmbito desta parceria com o Consórcio Brasil Centra, o estado de Tocantins concluiu operação e obteve R$ 183 milhões que estão sendo empregados na construção da nova ponte do porto nacional. O Estado de Maranhão está com processo em análise. O Estado do Mato Grosso está buscando uma parceria via a Agencia de Fomento em busca de recursos para a agroindústria e o plano de investimentos do Estado e no estado de Mato Grosso do Sul há projetos de Prefeituras em análise no Banco.

Integrando a comitiva do BrC, também participaram da reunião com o governador Mauro Mendes no Palácio Paiaguás, o diretor de projetos do BrC, Pedro Paulo Teixeira Júnior, o secretário executivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do GDF, Bruno Watanab e o representante do Banco de Brasília, Werberth Cerveira. Também estiveram presentes os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda) e César Miranda (Desenvolvimento Econômico).