Representantes do Consórcio Brasil Central participam de formação sobre aprimoramento de gestão governamental

Representantes do Consórcio Brasil Central participam de formação sobre aprimoramento de gestão governamental

Durante 8h, participantes tiveram palestras e trocaram experiência com o objetivo de construir soluções para alguns dos principais problemas da administração pública

Desenvolver gestão pública de qualidade é um dos principais objetivos do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central (BrC). Por isso, com frequência a autarquia pública busca atividades e formações que possam auxiliar na execução de ações consorciadas eficientes, com melhor desempenho e menor custo. A mais recente iniciativa foi a participação de representantes dos entes consorciados no módulo “Prontidão Para Agir” do Programa Estratégico Para Estados 2019-2022 realizado pelo Centro de Liderança Política (CLP) e pela Fundação Dom Cabral (FDC).

Participaram pelo BrC Leonardo Jayme de Arimatéa, Secretário Executivo do Consórcio, e representantes dos estados de Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Tocantins e Distrito Federal. Foram 8 horas de formação com o objetivo levar Secretários de Estados e gestores a pensar soluções para problemas emergenciais sem abrir mão de realizar entregas de curto prazo, um dos grandes obstáculos no início dos governos. O módulo foi oferecido de forma gratuita a um representante de cada ente consorciado do BrC.

Representantes das Unidades Federativas consorciadas participaram de 8h de formação para aprimorar técnicas de gestão pública. Foto: BrC

A formação contou com a presença de Maria Silvia Bastos Marques administradora, executiva brasileira e ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que ministrou a palestra Principais desafio para a gestão estadual no ciclo 2019-2022. Também contribuíram com as discussões Antônio Napole, Diretor Executivo da Fundação Brasil Meu Amor, que falou sobre a importância do indivíduo para as políticas públicas e premissas para a resolução de problemas complexos, o ex-secretário Gilmar de Melo e o professor Humberto Dantas que e debateram com os participantes sobre como construir um legado e formas para implementar ações necessárias.

Ferramentas para auxiliar nas decisões

Para o Secretário de Representação do Governo do Tocantins, Renato de Assunção, iniciativas como essa ajudam os gestores a adquirir mais conhecimento para as decisões necessárias no cotidiano das funções desempenhadas. “A própria dinâmica de um governo vai te engessando de tal forma que quando você sai daquela caixa e ouve experiências diferentes, com visões mais modernas, você consegue vislumbrar novas possibilidades de crescimento, de mudança, de transformação da sua gestão”, declarou.

Apesar de achar que o cronograma das atividades e o local da realização do evento poderiam ser aprimorados, o representante de Tocantins considerou que o módulo apresentou conteúdos relevantes por meio dos debates e palestras realizados e ofereceu ferramentas importantes para soluções de problemas típicos da gestão governamental como o crescimento da folha de pagamento, recursos destinados a previdência e as dificuldades de destinar recursos para investimentos.

O gestor afirma que as soluções discutidas podem auxiliar no desenvolvimento de ações que ajudem na resolução de problemas.  “Essas ferramentas são bastante importantes para que os gestores possam tentar solucionar esses problemas e voltar o estado a um ciclo virtuoso de crescimento”, opinou.