Consórcio Brasil Central Inova com Compra Compartilhada de Medicamentos no Combate às Arboviroses

Você está visualizando atualmente Consórcio Brasil Central Inova com Compra Compartilhada de Medicamentos no Combate às Arboviroses

O Consórcio Brasil Central, dedicado a impulsionar o desenvolvimento integrado e cooperativo na região, reafirma seu compromisso com o avanço econômico e social por meio de uma iniciativa inovadora e colaborativa: a Compra Compartilhada de Medicamentos para tratamento de Arboviroses.

No ano de 2023, o Consórcio deu início ao processo de aquisição coletiva de medicamentos destinados ao tratamento das arboviroses. O Distrito Federal, Mato Grosso do Sul e Goiás, entidades consorciadas que demonstraram interesse no projeto, foram os beneficiados por essa notável ação.

A aquisição coletiva resultou na disponibilidade de sete medicamentos, divididos em seis Atas de Registro de Preços, representando um investimento total de R$ 11.292.163,92 (onze milhões, duzentos e noventa e dois mil, cento e sessenta e três reais e noventa e dois centavos). Esta abordagem inovadora não apenas fortalece a capacidade de resposta às arboviroses, mas também otimiza os custos envolvidos no tratamento dessas doenças.

Em junho de 2022, o consórcio promoveu um evento inédito dedicado exclusivamente às arboviroses, visando compartilhar experiências e fomentar ações conjuntas para o controle eficaz dessas doenças, que incluem dengue, zika e chikungunya.

O evento proporcionou uma oportunidade ímpar para os entes consorciados compartilharem boas práticas, conhecimentos científicos e tecnologias relacionadas ao controle das arboviroses. A Compra Compartilhada de Medicamentos representa um avanço significativo na promoção da eficiência e na maximização dos recursos disponíveis para o enfrentamento dos desafios em saúde pública.

O Consórcio Brasil Central mantém-se na vanguarda, liderando pelo exemplo e mostrando que a colaboração entre os entes federativos é essencial para superar obstáculos e construir um futuro mais saudável e próspero para a região central do Brasil. Este é um passo concreto em direção à construção de uma sociedade mais resiliente e preparada para enfrentar desafios de saúde pública de forma conjunta e eficaz.